Polícia do interior paulista investiga suposto golpe da Dreams Digger na região; casal de empresários perdeu R$ 46.000

A Polícia Civil de Americana, no interior de São Paulo, está investigando mais um caso envolvendo golpes com investimentos em Bitcoin na região. É o terceiro caso apenas este ano, como informa o portal O Liberal.

Desta vez, um casal alega ter investido R$ 46.000 na DG Cursos de Trader e Comércio, em nome de um certo Elvis Venceslau dos Santos, supostamente para rendimentos com Bitcoin. Como o Cointelegraph Brasil apurou, trata-se da Dreams Digger, empresa suspeita de pirâmide de Bitcoin que depois de proibição da CVM tornou-se a DD Corporation.

Segundo as promessas, o valor aplicado renderia 10% de juros em nove anos. Os valores foram depositados na conta do “suposto estelionatário”, relata o texto, que se apresentava como funcionário da empresa.

As promessas era que a empresa se tornaria uma corretora de Bitcoin, mas em 17 de dezembro do ano passado o site saiu do ar e os clientes não puderam mais acessar seus valores. A empresa então, como já ocorreu com tantas outras acusadas de fraude no Brasil, acusou ter sído vítima de um hacker, e pedia que seus clientes fornecessem documentos para uma “auditoria interna”.

Em 20 de fevereiro, os clientes foram notificados que os saques estavam atrasados, até que o suposto dono da DG Cursos de Trader publicou um vídeo reconhecendo que a empresa estava falida e que os investidores só poderiam resgatar o dinheiro no fim do contrato. Desde então, ninguém mais foi localizado para responder pela empresa.

Segundo relatos, uma mulher que atendeu as vítimas disse que o dono “tinha conhecimento que a empresa aplicava golpes”.

Um processo de junho de 2019 no portal JusBrasil revela que a DG Cursos de Trader e Comércio é na verdade uma das marcas da empresa Dreams Digger, que depois se tornaria a DD Corporation. A empresa reconheceu sua falência na semana passada através de seu proprietário, Leonardo Araújo, que publicou um vídeo pedindo um ano para quitar as dívidas.

Depois, ele disse ter sido ameaçado e voltou atrás na declaração. Áudios revelados na sexta-feira teriam revelado que Araújo estaria levando uma vida confortável em Portugal.

Como noticiou o Cointelegraph Brasil, a polícia de Americana também investiga mais dois relatos de golpes, desta vez envolvendo as supostas pirâmides Unitbank Investimentos Financeiros e a Home Trader Coin.

Source