Fundstrat e eToro prevêem que crise do coronavírus pode fortalecer o Bitcoin

O que tem impulsionado a recente ação do preço do Bitcoin? Ou talvez mais importante, quem? E por que isso importa?

O estrategista líder da Fundstrat, David Grider, e o gerente de contas Platinum da eToro, Simon Peters, detalham o próximo passo do Bitcoin, como o coronavírus e a crise financeira podem impactar o halving e como os fundamentos do Bitcoin afetarão suas perspectivas de longo prazo.

Quem está por trás dos movimentos de preços do Bitcoin?

O Bitcoin experimentou uma volatilidade incrível nas últimas duas semanas, em meio à pandemia de coronavírus e à crise financeira global. Um relatório da Chainalysis descobriu que traders e investidores profissionais geralmente são os responsáveis pelos recentes movimentos de preços, apesar de movimentarem apenas 5% da oferta total de Bitcoin.

David discordou do rótulo vago de “trader profissional/investidor”. Ele lembrou que os players tradicionais ou institucionais não são os únicos que podem impulsionar o mercado com operações de alto volume:

“Eu acho que provavelmente você viu uma integração em 2016/2017 de uma classe de fundos tradicional, provavelmente institucional, até certo ponto, mas não muito grande, certo? Mas ainda antes disso, esse era um mercado muito pequeno e acho que ainda é provavelmente dominado principalmente por baleias.”

Como a crise do coronavírus fortalecerá o Bitcoin?

Desde o início de março, o Bitcoin está fortemente correlacionado com grandes movimentos no mercado de ações. Quando perguntado se a queda do preço do Bitcoin nas últimas duas semanas foi resultado de players profissionais liquidando suas posições, Simon acenou com a cabeça em concordância.

Ele continuou explicando como essas mãos fracas poderia permitir que o Bitcoin acabasse evoluindo para um ativo de hedge:

“Vimos essa conversão de ativos em dinheiro, independentemente de qual mercado seja, mas chegará um momento em que, devido a esse valor crescente que foi injetado no sistema, o dinheiro perderá seu valor. Então, como o vírus, sem dúvida, diminui e o número de novos casos relatados diminui, a pergunta para os investidores é: ‘o que faço com todo esse dinheiro que tenho?’ E então eles podem procurar outros ativos que podem os proteger contra isso, essencialmente, com a criptomoeda possivelmente sendo uma deles.”

Se você gostou da atualização mais recente do mercado de criptomoeda, clique no botão curtir e assine o nosso canal do YouTube para obter mais conteúdos semanais de criptomoeda!

Source