CoinMarketCap divulga novas alterações no sistema de classificação de pares de negociação e exchanges

O principal agregador de dados de criptomoedas, CoinMarketCap (CMC), introduziu novas métricas de ranking e de pares de mercado com base em vários fatores que visam reduzir o impacto do volume falso nos dados da plataforma.

As mudanças se baseiam em outras que foram introduzidas recentemente que se mostraram controversas por beneficiar a nova empresa-mãe do CoinMarketcCap, Binance.

Para sinalizar volumes suspeitos relatados pelas exchanges, o CoinMarketCap introduziu sua nova métrica ‘Confidence’ em 29 de maio. O fator usa um algoritmo de inteligência artificial (aprendizado de máquina) para examinar todos os dados coletados pelo CMC “para determinar se os volumes relatados pelas exchanges são inflados e em que extensão”.

CoinMarketCap muda para pares de mercado

O CoinMarketCap também introduziu um novo sistema de classificação padrão para pares de mercado em toda a plataforma, substituindo a métrica atual de volume para a classificação padrão.

No futuro, o CMC usará um único algoritmo que considera o Índice de Liquidez, o Fator de Tráfego na Web e o volume de cada par. O CoinMarketCap planeja introduzir em breve o fator como classificação padrão também para as classificações de exchanges em sua plataforma.

Em 22 de maio, o CMC removeu sua métrica “volume ajustado”, que excluía volumes gerados por pares sem taxas de transação, emparelhamentos com mineração e derivativos.

Uma postagem publicada no blog da plataforma afirma que os usuários estavam confusos quanto à natureza do emparelhamento, com muitos inferindo que a métrica procurava combater volumes inflados.

Novas métricas do CMC acusadas de favorecer a Binance

Em 14 de maio, o CoinMarketCap lançou seu novo “fator de tráfego da web”. O critério procura analisar a atividade do usuário nas exchanges, incluindo o número de visualizações de página, visitantes únicos, o tempo gasto no site, a taxa de rejeição do mecanismo de pesquisa e a classificação do mecanismo de pesquisa.

A nova empresa-mãe do CMC, a Binance, a principal exchange de criptomoedas, recebeu críticas pela introdução da métrica de tráfego da Web porque a Binance conquistou o primeiro lugar como resultado. Uma métrica semelhante foi anteriormente considerada e rejeitada pelo CoinMarketCap antes de sua recente mudança de propriedade.

O tráfego da Web está incluído na nova métrica padrão. A Binance permanece no primeiro lugar.

Em 8 de maio, o CMC lançou sua “pontuação de liquidez aprimorada”, que busca identificar quais exchanges de criptomoedas possuem com prioridade os tamanhos de pedidos entre US$ 100 e US$ 10.000 para o benefício dos comerciantes de varejo.

Leia mais:

Source